Marquinhus Gonçalves

Mudança de Jekyll para Gatsby

Mudanças Photo by Ross Findon on Unsplash

Bom a alguns anos atrás queria ter um blog para tentar escrever sobre coisas que estava estudando, aprendendo e trabalhando e também queria publicar projetos que estava fazendo e estudando.

Na época pesquisei sobre o que usaria de stack, o Wordpress era o mais usado mas queria algo “simples”. Foi então que achei alguns geradores estáticos, como Jekyll e o Hexo. Além dos 2 atenderem bem o que eu estava planejando, outras vantagens eram, a escrita ser em markdowns e a publicação poder ser no Github Pages.

Com a stack decidida planejei a UI e sai codando. Assim que terminei o que tinha planejado para um primeira versão fui evoluindo, conforme estava aprendendo sobre o Jekyll e basicamente fiz isso olhando o code de outros blogs e principalmente um curso que o Willian Justen publicou nessa mesma época compartilhando seu aprendizado quando também desenvolveu seu blog. Após muitas mudanças e chegar no enfim pronto, escrevi 2 artigos e publiquei diversos projetos que fiz. E só também, sempre tenho ideia de algo para escrever mas deixo para depois e acabo nunca escrevendo.

O Jekyll nunca foi um problema inclusive usava o Gulp para automatizar diversas tarefas. A alguns meses atrás fui atualizar as libs usadas no blog ainda em Jekyll e o Gulp teve uma grande atualização, fiz as mudanças necessárias, vocês podem ver o commit aqui. O Gulp esta bem bacana e caso precisem usar algum automatizador para algum projeto vale a pena dar uma estudada, as configurações são declarativas. As configurações estão mais simples e tem diversos plugins para atender a diversos casos.

Nessa ocasião já estava vendo muitas coisas sobre o Gastby, que é um gerador de site estático porém em React, isso foi o que me motivou a fazer a mudança. Como eu disse o Jekyll atendia as necessidades do blog, com o Gulp fiz todas automaizações necessárias mas a stack estava longe do que faço no meu dia a dia. O Jekyll é em Ruby e toda vez que precisava fazer alguma alteração tinha que subir o ambiente que não é meu padrão e uma vez configurado até que era tranquilo o problema era quando tinha que montar o ambiente do 0.

Assim que decidi fazer a mudança para Gatsby, li toda a documentação, fiz alguns cursos no EggHead e mais uma vez um curso do Willian.

Para colocar em prática o aprendizado fiz a mudança de 2 sites simples que tenho para Gatsby, aproveitei e usei o Netlify para o build e deploy.

Em meu blog decidi manter a UI, subir no Netlify e usar o Netlify CMS, fiz o planejamento da mudança usando o projects do Github. Falaremos um pouco Netlify e Netlify CMS mais para frente.

A mudança em si foi bem tranquila porque o CSS já estava todo pronto, não fiz nenhuma alteração na UI como comentei, fiz apenas mudanças para atender o Gatsby, e isso eu achei sensacional. A maior dificuldade que tive, foi componentizar todo o blog, porque não estava quando era em Jekyll.

Alguns pontos que gostei demais

  • Documentação do Gatsby

    A documentação é excelente, além de ser completa tem diversos exemplos e referências.

  • Usar o Javascript com React que estou acostumado a mexer no dia a dia

    Posso aplicar o que já ttenho conhecimento e inclusive as novidades do React como React Hooks

  • GraphQL

    Usar o GraphQL faacilita muito quando você precisa criar páb=ginas personalizadas e fazer querys com filtros e etc.

  • Imagens

    Imagens são o que mais deixam o bundle de um site pesado, a otimização é feita por default no Gatsby.

  • PWA

    Com apenas um plugin o blog oferece ao usuário a facilidade de ter acesso offline uma vez que o blog já foi acessado

Netlify

Aproveitei que mudaria para Gatsby e também mudei de Github Pages para o Netlily também por nenhum problema específico pelos testes que fiz gostei muito do processo de build e facilidade de configuração porém nada impede que volte ao Github Pages essa facilidade de mudança é ótima fora que o Netlify tem algumas limitações na versão gratuita.

Netlify CMS

Também aproveitando a mudança adicionei o Netlify CMS para ter um admin para a criação de posts e projetos. Não sei se usarei tanto mas foi bem legal ver que temos podemos ter um CMS em um site estático e funciona super bem. Ainda tem algumas coisas que preciso ajustar mas consegui subir nesse PR e agora fica mais fácil fazer as alterações

Posts Relacionados

Escreva HTML com mais agilidade usando Emmet

Comentários